Virei síndico, e agora? Dicas para quem é iniciante

Gerenciar um condomínio é algo que a maioria das pessoas tem uma vaga ideia de como funciona. Mas ao ser eleito e se tornar responsável pela gestão de condomínio, podem surgir uma série de dúvidas.

Para auxiliar quem está assumindo pela primeira vez a gestão de um condomínio criamos esse texto com dicas sobre por onde começar e quais devem ser as primeiras ações de um novo síndico.

Confira abaixo 4 passos para facilitar o começo da sua gestão!

1 – Conheça as leis condominiais

O primeiro passo para o novo síndico é conhecer e compreender as leis que tratam sobre um condomínio. Isso é fundamental para o síndico resguardar o direito de cada condômino e saber quando há violação de regras.

Conheça as principais normas que gerem um condomínio:

Lei nº 4.591/64 e Lei nº 10.406/2002 (Código Civil)

O Código Civil é a principal lei que trata de condomínio e dispõe sobre definição e registro do condomínio edilício, direito e deveres dos condôminos, convenção de condomínio, assembleia geral e outros pontos.

Pode ser complementada pela Lei nº 4.591/64 (antiga lei dos condomínios) nos pontos em que o CC for omisso, sempre prevalecendo o Código Civil em temas coincidentes.

Convenção de condomínio

Elaborado quando os moradores começam a ocupar o edifício, é conjunto de regras relativas aos direitos e deveres de condôminos e inquilinos.

Com regras propostas pelos próprios moradores. Despesas e sanções podem ser encontradas neste documento. Prevê tópicos sobre valor das despesas ordinárias e extraordinárias, questões sobre as assembleias, sanções e regimento interno.

Regimento interno e decisões de assembleia

Esse documento faz parte da convenção de condomínio e estipula regras de caráter mais cotidiano, relativas às questões práticas do dia a dia.

As decisões tomadas em assembleias também valem como regras para os condôminos.

Outras leis

Constituição Federal:principal conjunto de leis do País. Não trata diretamente de condomínios, mas de temas como propriedade privada.

Leis estaduais: cada região pode ter leis que afetem condomínios e o síndico deve conhecer e atendê-las, como exemplo o sistema de combate a incêndio.

Leis municipais: a exemplo das estaduais, cada município pode ter leis locais, como por exemplo código de obras.

Normas técnicas: elaboradas por órgãos como Associação Brasileira Norma Técnicas (ABNT). A ABNT NBR 16.280, por exemplo, normatiza reformas em condomínios.

Normas regulamentadoras: estipuladas pelo Ministério do Trabalho, têm como objetivo assegurar condições de trabalho e garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

2 – Analise os documentos do condomínio

Todo condomínio possui seus documentos internos e é fundamental que o novo síndico conheça todos eles e faça uma análise minuciosa de cada um. Para uma boa gestão é fundamental saber tudo sobre o condomínio.

Conheça alguns desses documentos que você deve analisar:

  • Contratos de prestação de serviços
  • Negociações com fornecedores
  • Atas de assembleias
  • Documentos relativos às contas fixas e outros gastos
  • Seguros e Vistoria do Corpo de Bombeiros
  • Ações Judiciais em curso

3 – Faça uma vistoria no condomínio

Além de saber toda a parte burocrática o síndico precisa conhecer todos os espaços físicos do condomínio e o seu estado.

Todo edifício precisa de manutenção e reparos constantes e esta vistoria minuciosa ajudará a entender a necessidade do condomínio e fazer a priorização do que precisa de cuidados imediatos e o que pode ser feito mais pra frente.

O que você deve vistoriar:

  • Elevadores
  • Escadas e escadas de emergência
  • Áreas de lazer e salões de festas
  • Portões, luzes e equipamentos de segurança
  • Garagem

Se possível, faça essa vistoria na companhia dos funcionários do condomínio. Ninguém melhor do que eles para ajudar a não deixar nenhum detalhe passar!

4 – Conheça todos os funcionários e fornecedores

Nenhum síndico faz sua gestão 100% sozinho. É preciso contar com o apoio de funcionários e fornecedores para garantir a boa gestão do condomínio.

Ao assumir como síndico é fundamental que você conheça quem são as pessoas serão o seu braço direito no dia a dia.

Funcionários

Eles provavelmente são as pessoas que mais conhecem o condomínio e são os responsáveis pelo dia a dia dele. Abra um canal de comunicação e aproveite toda a experiência deles para saber sobre as demandas, conflitos e prioridades do condomínio.

Mas além de contar com eles para entender o cenário atual, não se esqueça que você também passou a ser responsável pela gestão destes colaboradores. Entenda quais são funções, suas necessidades e pontos de melhorias no trabalho.

Fornecedores

Mais do que conhecer o contrato, você deve saber quem são as pessoas que estão cuidando dele. Se apresente a esses fornecedores, entenda o cenário da prestação do serviço, tudo que eles podem oferecer e como estreitar ainda mais a parceria.

Se tiver uma administradora de condomínios, conte com ela para ajudar você a intermediar esse contato.

Novo síndico e a AdmCASA

Se você é um novo síndico, mesmo com alguma experiência anterior nessa função, a AdmCASA esta preparada para auxiliar você nessa jornada. Não apenas com nosso extenso conhecimento sobre gestão de condomínios, mas com diferenciais e soluções que você só vai encontrar aqui e vão ajudar você no seu dia a dia.

Conheça os principais serviços prestados pela AdmCASA:

  • Consultoria Condominial
  • Gestão Administrativa
  • Gestão Financeira e Cobrança
  • Gestão de Recursos Humanos e Departamento Pessoal
  • Suporte 24 horas
  • Gestão de documentos na nuvem

Além dos serviços básicos, a AdmCASA tem soluções que farão toda a diferença na sua gestão. Confira:

SuperApp AdmCASA

O aplicativo AdmCASA traz mais facilidades para a vida dos condôminos, além de trazer mais autonomia para solucionar questões rotineiras, facilitando a comunicação entre síndico, condôminos e administradoras.

Dentre outras funções, no app é possível tirar 2ª via de boletos, realizar assembleia virtual, apresentar prestação de contas, reservas espaços comuns do condomínio e muito mais.

CASA Card

O CASA Card é o cartão para movimentação de pequenas despesas, sem anuidade.

Com ele, não é necessário mais caixinha, uso de dinheiro pessoal e reembolsos para custos do condomínio. Isso é transparência e controle para os nossos clientes.

Parcelamento de débitos no cartão de crédito

Na AdmCASA, o condômino inadimplente consegue parcelar o seu boleto de débito em até 12 vezes no cartão de crédito. O condomínio recebe o valor à vista, direto na conta.

Isso reduz a inadimplência e auxilia moradores que estão passando por momentos mais difíceis.

Parcerias com os melhores fornecedores do mercado

Só quem tem a solidez da casa pode oferecer para o seu condomínio parcerias que vão potencializar ainda mais a sua gestão.

Quer saber mais? É só chamar gente no WhatsApp ou preencher o formulário clicando aqui que ligamos para você!

Posts Recentes

Virei síndico, e agora? Dicas para quem é iniciante

Gerenciar um condomínio é algo que a maioria das […]

Inteligência emocional

Gestão do síndico e inteligência emocional

Você está preparado emocionalmente para gerenciar as suas emoções […]

Saiba como funciona um condomínio logístico

Você está satisfeito com a qualidade do setor logístico […]